Páginas

Mostrando postagens com marcador música. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador música. Mostrar todas as postagens

sábado, 13 de junho de 2020

Ensino Religioso: Atividade sobre "A importância da Família"

Vamos cantar?!

Música: Família –Titãs
Família, família
Papai, mamãe, titia
Família, família
Almoça junto todo dia
Nunca perde essa mania

Mas quando a filha quer fugir de casa
Precisa descolar um ganha-pão
Filha de família se não casa
Papai, mamãe, não dão nem um tostão

Família êh! Família ah!
Família!
Família êh! Família ah!
Família!

Família, família
Vovô, vovó, sobrinha
Família, família
Janta junto todo dia
Nunca perde essa mania

Mas quando o neném fica doente (Uô! Uô!)
Procura uma farmácia de plantão
O choro do neném é estridente (Uô! Uô!)
Assim não dá pra ver televisão

Família êh! Família ah!
Família!
Família êh! Família ah!
Família!

Família, família
Cachorro, gato, galinha
Família, família
Vive junto todo dia
Nunca perde essa mania

A mãe morre de medo de barata (Uô! Uô!)
O pai vive com medo de ladrão
Jogaram inseticida pela casa (Uô! Uô!)
Botaram cadeado no portão

Família êh! Família ah!
Família!
Família êh! Familia ah!
Família!

Família êh! Família ah!
Família!
Família êh! Família ah!
Família!

Família êh! Família ah!
Família!
Família êh! Família ah!
Família!

FAMÍLIA
COMUNICAÇÃO E INTERFERÊNCIA
Por Paula Anelize Tizoni Leão
A família é uma importante ferramenta de desenvolvimento social. Vários fatores contribuem para o bom entendimento das pessoas dentro de um lar, mas o vital é a comunicação. Ela é essencial para qualquer relação, tendo um papel crucial na vida de todos. A comunicação é feita basicamente de dois momentos: saber falar e, especialmente, saber ouvir. Mas a pressa e a pretensão de clareza podem fazer com que se ouça o que não foi dito ou tire conclusões precipitadas, na maioria das vezes baseadas no famoso “achismo”.
Apesar de estarmos na era digital, onde o celular faz tudo e a internet fornece qualquer resposta, ainda estamos nos perdendo por falta de comunicação. Quantas vezes já nos pegamos com a sensação de não sermos entendidos dentro de casa? O modo como nos expressamos e repassamos isso na fala muda tudo, pois quando cada um entende de uma forma uma mensagem acaba se desencadeando discussões sem fim.
Somente através do diálogo direto podemos aprender a ouvir. Precisamos evitar os monólogos. Uma das formas de comunicação mais amorosa e eficaz que existe é através do silêncio. Dar-se as mãos, acolher num abraço, abrir espaço para começar a conversar é um ótimo começo para uma boa relação familiar. Deixar o ambiente propício para um bom bate-papo através da calma e do relaxamento é garantia de se fazer entender e ouvir com clareza.
Hábitos como reunir a família por algum tempo nos finais de semana, fazer reuniões, abrir espaço para sugestões e novidades, sem que ninguém sinta que é obrigado a participar, é uma forma de compartilhar a comunicação entre si. O bom ditado diz sempre para não gritar e sim melhorar os argumentos, então porque não podemos ser espontâneos e francos com nossos pais? Com toda certeza eles vão prezar essa qualidade e ficar mais abertos a ouvir críticas, pedidos e elogios dos filhos.

FAMÍLIA
A família é considerada como base para todas as coisas. Um alicerce através da qual, quando bem estruturadas, nos possibilita sermos protagonistas de nossa própria história. É a família que nos proporciona o afeto,o carinho, o amor, a educação/conhecimento, e tudo que necessitamos para sermos bons cidadãos.
Larissa de Matos R. Lopes, Joaçaba-SC

Ampliando a compreensão
1 – Segundo o texto o que é vital na família? E você concorda com a autora?Justifique:
2 – Quais são os requisitos básicos da comunicação?
3 – Como é o diálogo na sua família? Quais são os assuntos que você discute com sua família?
4 – Qual a importância que a família exerce na sua vida?
5 – Juntamente com seus pais ou responsáveis, defina o que é família:

segunda-feira, 13 de junho de 2011

AQUARELA - TOQUINHO


Numa folha qualquer
Eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas
É fácil fazer um castelo...

Corro o lápis em torno
Da mão e me dou uma luva
E se faço chover
Com dois riscos
Tenho um guarda-chuva...

Se um pinguinho de tinta
Cai num pedacinho
Azul do papel
Num instante imagino
Uma linda gaivota
A voar no céu...

Vai voando
Contornando a imensa
Curva Norte e Sul
Vou com ela
Viajando Havaí
Pequim ou Istambul
Pinto um barco a vela
Brando navegando
É tanto céu e mar
Num beijo azul...

Entre as nuvens
Vem surgindo um lindo
Avião rosa e grená
Tudo em volta colorindo
Com suas luzes a piscar...

Basta imaginar e ele está
Partindo, sereno e lindo
Se a gente quiser
Ele vai pousar...

Numa folha qualquer
Eu desenho um navio
De partida
Com alguns bons amigos
Bebendo de bem com a vida...

De uma América a outra
Eu consigo passar num segundo
Giro um simples compasso
E num círculo eu faço o mundo...

Um menino caminha
E caminhando chega no muro
E ali logo em frente
A esperar pela gente
O futuro está...

E o futuro é uma astronave
Que tentamos pilotar
Não tem tempo, nem piedade
Nem tem hora de chegar
Sem pedir licença
Muda a nossa vida
E depois convida
A rir ou chorar...

Nessa estrada não nos cabe
Conhecer ou ver o que virá
O fim dela ninguém sabe
Bem ao certo onde vai dar
Vamos todos
Numa linda passarela
De uma aquarela
Que um dia enfim
Descolorirá...

Numa folha qualquer
Eu desenho um sol amarelo
(Que descolorirá!)
E com cinco ou seis retas
É fácil fazer um castelo
(Que descolorirá!)
Giro um simples compasso
Num círculo eu faço
O mundo
(Que descolorirá!)