Mostrando postagens com marcador Dinâmicas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Dinâmicas. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 13 de julho de 2022

Dinâmica volta às aulas - Tabuleiro da socialização

Olá, professores! 

O Blog Atividades Itinerantes sempre recebe sugestões de atividades de professores amigos do blog. Eterna gratidão pelas contribuições! 

A dinâmica "Tabuleiro da socialização" pode ser aplicada tanto no início do ano letivo ou na volta do recesso escolar que acontece no meio do ano letivo. Sintam-se a vontade para as adaptações.

Desenvolvimento: 

- O professor imprime o tabuleiro, recorta as reflexões e realiza o sorteio. Devendo colocar as reflexões num saquinho ou pote, o aluno tira aleatoriamente e diz em voz alta sua resposta para interagir com a turma. 

terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Ensino Religioso: Dinâmica da Empatia

O conceito de empatia é, em suma, a capacidade de se identificar com outra pessoa a fim de compreender o que ela pensa e sente; trata-se de compreensão emocional. A empatia é uma competência comportamental importantíssima. Vejam que dinâmica legal sobre EMPATIA.



quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Dinâmica do Pirulito

Boa ideia para se fazer no primeiro dia de aula...

Dinâmica do pirulito (3º e 4º ano)

1
. Providencie pirulitos em número suficiente para os alunos.
2. Peça que segurem o doce com a mão direita e mantenham o braço esticado.
3Sinalize para que abram o pirulito, mas alerte que não será permitido mover o braço direito.
4.Após diversas tentativas, mostre que só é possível abrir com a ajuda do colega e que ele também terá que fazer o mesmo para ajudar o outro.
Dica esperta!
Essa atividade poderá ser retomada ao longo do ano letivo, de forma que os alunos possam verificar se alcançaram seus sonhos para 2012.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Brincadeira das bexigas

A brincadeira das bexigas pode ser usada no primeiro dia de aula para animar os alunos e também para transmitir a eles a importância do trabalho em grupo.
Leve um rádio ou qualquer outro aparelho no qual possa tocar música, escolha uma que eles gostem. Leve também um saco de bexigas de forma que possa entregar uma a cada aluno, e peça a eles que cada um encha a sua.
Quando todos já tiverem enchido explique que terão que ficar jogando as bexigas para cima como se fosse uma peteca (mas de forma suave) de forma a que não caiam no chão e que irá fazendo sinal aos alunos que deverão ir saindo da brincadeira. Os alunos que ficarem não podem deixar as bexigas caírem, os alunos vão saindo mas as bexigas que eles estavam jogando continuam no jogo.
 No início será fácil mas à medida que você for acenando aos alunos para saírem os outros vão tendo cada vez mais trabalho para equilibrar as bexigas, cada vez em número maior que o de alunos. Termine a brincadeira quando tiver apenas um aluno sozinho tentando manter todas as bexigas no ar.
Pergunte a eles o que acharam da brincadeira, se foi fácil ou difícil. Eles certamente lhe dirão que no início foi fácil, mas à medida que os alunos foram saindo foi ficando cada vez mais difícil. É hora então de você conduzir para a idéia que você quer (se algum aluno já não tiver feito isso) de que o trabalho em grupo também é assim, quanto mais elementos do grupo ficarem de fora na hora da execução, mais trabalho e menos chance de sucesso terão os elementos que estiverem executando o mesmo.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Dinâmicas

Essas dinâmicas são ótimas, tanto para catequese, sala de aula, ou qualquer outro tipo de grupo. E são ótimas para serem realizadas agora no final do ano.


Veja:



1. RECREIO COM CORES

A docente prepara cartões coloridos de acordo com o número de alunos. Exemplo: 04 cartões de cada cor – azul, amarelo, verde, vermelho, branco e laranja para distribuí-los aleatoriamente entre 24 crianças.

Propõe então, um recreio diferente: " Hoje vocês passarão o recreio com os(as) coleguinhas que receberem a mesma cor do cartão que cada um de vocês receberá. É uma oportunidade de nos conhecermos melhor ainda. Será um recreio colorido, diferente e, no retorno, conversaremos sobre as experiências de cada grupo."

A professora distribui os cartões e solicita que antes de saírem para brincar e lanchar, que se organizem nos grupos e conversem sobre a cor recebida (o que ela simboliza para cada um, o que existe nessa cor...)

A reflexão após o recreio é de extrema importância para a construção de alguns valores
2. CORREIO DA AMIZADE

Sortear entre os colegas um "Amigo Secreto", escrever para ele; a turma e a professora vão até o correio e esperam pelo momento da revelação em casa, ou seja, o dia em que as correspondências chegarem nas residências de cada um!

Cada turma fixa uma caixa de correio (feita de caixa de sapato) no lado de fora da porta da sala de aula. Durante um determinado período, as turmas vão trocando correspondências. Para culminar o trabalho, pode-se planejar um piquenique entre elas.

Cada criança escreve um bilhetinho para um colega que "deixou magoado".
3. CANTINHOS

Nos murais de sala, alguns cantinhos podem ser organizados.

Exemplos:

"Recadinhos do Coração" (os alunos fixam bilhetes para crianças que retornam às aulas após um período de faltas, expressam sentimentos espontâneos ou observações sobre as atitudes dos colegas, por meio da escrita ou do desenho... e a docente vai trabalhando e estimulando.)

"Galeria do posso, não posso" (cada aluno confecciona duas telas em pintura expressando por meio de desenhos atitudes de grupo- "posso, não posso".

A professora expõe as telas e discute-se, a partir daí, as normas de atitudes entre os integrantes da turma que irão vigorar durante o período letivo. Dessa forma, o comprometimento é maior, ou seja, são eles quem elaboram as regras.

Os alunos justificam por meio da escrita o porquê de estarem alegres, tristes, com medo...Conforme a percepção da professora regente, ela vai resgatando alguns valores como: companheirismo, amizade, segurança, união, compreensão...


4. VOCÊ MORA NO MEU...

Cada criança escreve dentro do coração o nome de um(a) colega e, em seguida, registra por meio da escrita o que pensa e sente por ele(a). Exemplo: "Você é especial, muito amigo!"

ABC dos valores:

A-AMOR
B-BONDADE
C- CARINHO
D- DEDICAÇÃO
E- ESPERANÇA...

Os alunos opinam, registram e ilustram!
5 - A MINHA LUZ ESTÁ ACESA QUANDO...

Após o conto do livro: "Se ligue em você", os alunos realizam essa atividade, registrando dentro da estrela um BOM SENTIMENTO!

NA ESCOLA:
FICO ALEGRE QUANDO...
SINTO QUE TENHO UM AMIGO QUANDO...
RESPEITO O OUTRO QUANDO...
(Os alunos completam frases como essas em seus cadernos.)
6 - A ÁRVORE DA VIDA

Essa dinâmica foi feita por algumas professoras em reunião com Pais.
Na sala está exposto um desenho de tronco de árvore e na raiz está escrito: "Ser feliz"!

A docente propõe que os pais escrevam uma mensagem de 2º semestre para os filhos, ou para "tal" bimestre.

Solicita, porém, que não registrem o nome da criança e que não assinem (para evitar que alunos, cujos pais faltaram à reunião, se frustrem).

Os pais dobram os papéis que contém as mensagens, colocam-nos dentro das bexigas, enchem os balões e montam a árvore.

Quando os alunos chegam à sala, a professora explora o "presente" deixado pelos pais com seus alunos. É uma reflexão muito válida e os alunos envolvem-se com os compromissos para o determinado período.

Os alunos podem escolher um nome para a árvore e registrar esse momento no caderno.
7 - AVIÃO DA PAZ

Os alunos fazem a dobradura do avião, escrevem mensagens de PAZ e passeando pelo colégio, com a professora, jogam-nos pelas janelas das demais salas de aula. É só aguardar o resultado! Fonte///

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Advento



Encontro de catequese com o tema Advento, e dinâmicas.


PREPARANDO O ADVENTO
ADVENTO: UM TEMPO ESPERADO
Iniciamos o ano 2000 com muitas expectativas. Muitos eventos, realizações, reflexões aconteceram. Agora, estamos nos preparando para celebrar o último natal deste milênio. O grande motivo do jubileu são os 2000 anos da humanidade de Deus. Em Jesus, Deus entra definitivamente na nossa história.
O advento nos ajuda a pôr os pés na estrada e ir ao encontro daquele que vem. O tempo do Advento é o tempo da “manifestação do Senhor”. São três etapas definidas:
• a preparação, no período denominado, Advento;
• a celebração, centralizada nas cerimônias do nascimento do Senhor;
• tempo de manifestação pública, marcado pela Festa da Epifania.
Vamos entrar no Advento em clima de esperança, trazendo presente que todas as pessoas, pobres, ricos, crianças, jovens, adultos, idosos, estão sempre buscando a felicidade, manifestada em anseios de mais amor, compreensão, ternura, acolhida, mas também casa, comida, saúde... Na esperança, ainda, de que justiça e paz se abracem e que todos os povos esqueçam as guerras, as diferenças, os confrontos e que possam caminhar para uma maior reconciliação.
1.º DINÂMICA
Advento é tempo de acolher a Deus e os irmãos em nossa vida. Para isso, é preciso manter-se vigilante e lutar contra atitudes que desfavorecem o crescimento da alegria, concórdia, partilha, perdão... É preciso manter-se unido na defesa de qualquer irmão ameaçado.
1) Trazer jornais e escolher tudo o que inspira esperança, vida...
Com figuras, formar um painel com a Palavra NATAL. Recortar bolas para colorir o painel. Nas bolas expressar, em palavras, como sonhamos festejar o Natal. Ex.: vida, justiça, igualdade... Lembrando que a melhor festa é aquela que preparamos. Deus é festa. Deus é esperança. Deus é razão de nossa esperança,...

2.º DINÂMICA
2) Usar frases do tempo do Advento para fazer uma reflexão e construir algumas práticas e propostas.
A) “Levantem-se e ergam a cabeça, porque a libertação de vocês está próxima”(Lc 21, 28).
• Diante de que precisamos erguer a cabeça?
• De que maneira podemos criar coragem e erguer a cabeça diante de situações onde a vida é ameaçada?
B) “Tomem cuidado para que os corações de vocês não fiquem insensíveis” (Lc 21, 34).
• Quando e como o nosso coração é insensível?
• Qual o remédio para torná-lo sensível?
C) “Cresça o amor entre vocês” (1Ts 3, 12).
• É o amor a atitude fundamental em nossa vida? Por que sim? Por que não?
• Que práticas podemos sugerir para vivenciar o amor preparando-nos para o Natal?
D) “Foi nesse tempo que Deus enviou a sua Palavra a João” (Lc 3, 2).
• Como é que Deus está falando, hoje?
• Com quem Ele pode estar falando?
• Aonde ele está falando? Em que fatos?
• Eu o escuto falando na minha vida? Como?
E) “Esta é a voz daquele que grita no deserto; preparem os caminhos do Senhor” (Lc 3, 4).
• Quais são, hoje, os grandes desertos, onde predomina a surdez, a indiferença, a aco- modação diante do valor da vida e da fé?
• Que sinais poderíamos criar para fazer o deserto florir?
F) “Deus está no meio do povo e vem para renovar o seu amor. Não tenha medo e nem se acovarde, pois, Ele é o libertador” (Sf 3, 16-17).
• É tempo de preparar a festa, porque ele vem. Que tipo de festa Deus quer?
• Como preparar bem esta festa?
G) “Maria partiu às pressas dirigindo-se a uma cidade da Judéia, entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel” (Lc 1, 39-40).
• Maria e Isabel se encontram e partilham os mesmos sonhos e a mesma missão.
• Como são nossos encontros entre amigos, familiares? Eles criam um relacionamento fraterno, de respeito, de igualdade, amizade, ajuda, compreensão...? Como?
• Com quem precisamos nos encontrar para uma verdadeira reconciliação? Que propos tas temos?
As respostas podem ser criativas:
• Em forma de Happ, ou música popular.
• Desenhos animados ou em quadrinhos.
• Teatro ou música.
• Dança com gestos.
• Colagem de figuras.
• Trabalho em argila, ou massa.
• Palavras em faixas.
• Uso de fantoches.
• Uso de símbolos desenhados ou reais.
• Mensagens escritas em forma de cartões.
3.º DINÂMICA
3) Maria é uma figura central na caminhada para o Natal.
Diz o anjo: “Não tenha medo, Maria, pois você encontrou graça diante de Deus” (Lc 1, 30).
Maria representa todos os que confiam em Deus e nele prosseguem sem medo. Representa ainda os que percebem os sinais da presença amorosa e fiel de Deus em todos os tempos.

• Fazer o grupo recolher símbolos expressan do os sinais da presença amorosa de Deus. A cada apresentação pode-se repetir um refrão: “Minha alma proclama a grandeza do Senhor” (Lc 1, 46).
1.º Água – representa a vida do nosso povo que continua lutando por casa, comida...
2.º Plantinha verde – significa a esperança de ver as crianças crescendo com saúde, educação...
3.º Mãe grávida – vida nova a ser gerada, sinal da presença amorosa de Deus.
4.º Velas coloridas – a alegria da espera da festa, porque o Senhor vem.
5.º Flores – o colorido da natureza, presente e gratuidade de Deus.
6.º Pão – pão que sacia a fome da acolhida, partilha e igualdade.
7.º Cesta com frutas e produtos da terra – sig- nificando serviço, trabalho, suor de tantos trabalhadores e trabalhadoras e o sonho da multidão dos “sem terra”. Outros...
4.º DINÂMICA
Maria continua presente nos pequenos fatos contados pelo Evangelho.
Ela é que sai de seu lugarejo e vai às pressas à casa de Isabel.
Tempo do Advento é tempo de ficarmos todos, como Maria e Isabel, atentos ao que Deus nos pede, até nas pequenas coisas do nosso dia-a-dia.
Hoje, na corrida da vida, nem percebemos quem vai ao nosso lado.
Maria, porém, tem pressa para ir ao encontro de sua prima, que precisa de ajuda, companhia, carinho, atenção...

a) Ler o texto do Evangelho de Lc 1, 39-45.
b) Dramatizar ou contar com as próprias palavras o texto.
c) Vestir duas mulheres que representem Isabel – idosa, Maria – jovem.
Isabel espera João Batista, Maria espera Jesus. Isabel gerou o último profeta, Maria, gerou aquele que todos esperavam, o Salvador do mundo, o Filho de Deus.
Pode-se fazer uma entrevista às duas mulheres refletindo sobre a grandeza, a generosidade, o mistério, o maravilhoso, a ternura de Deus para com seu povo, através de João Batista e de seu Filho Jesus.
Deus realiza grandes obras através dos pequenos.

Consultar os textos:
- Lc 3, 1-20; Lc 1, 26-56; Lc 1, 57-80.
5.º DINÂMICA
Maria tem pressa, não para fazer compras, nem para ir a um baile, nem para fofocas com as vizinhas, nem para investir seu dinheiro no banco, ou na bolsa de valores de Jerusalém.
Ela tem pressa para encontrar-se e partilhar sua experiência de ser mãe com outra mãe, Isabel.

PARA REFLETIR
• A nossa pressa é só para comprar, consumir?
• A nossa pressa é para encontrar-se e melhorar as relações entre pais, filhos, amigos, vizinhos, colegas de trabalho... com Deus?
• A nossa pressa é para praticar a solidariedade com as dores, inqui- etações, necessidades humanas?
• A nossa pressa é para encontrar-se, festejar, celebrar, alegrar-se, abra- çar-se, trocar afetos, reconciliar-se...?
• A reflexão pode ser feita, após a apresentação em forma de Teatro.
• Cada participante, ou em grupo, pode desenhar tipos de encontros mais freqüentes e dizer o que mais agrada. Nosso encontro com o aniversari- ante Jesus, como será? Fazer uma partilha.
Em cada encontro podemos sempre ser, através de nossa vida, uma boa notícia: no acolhimento dos irmãos, na busca da reconciliação, na valorização dos pequenos gestos, no testemunho de confiança, na luta por mais vida, no crescimento da fé.
Advento é convite para preparar bem a grande festa do aniversariante: Jesus Cristo. Nesta festa há lugar para os que forem capazes de construir relações igualitárias, onde ninguém ficará à margem, mas todos serão convidados a entrar na ciranda e cantar, dançar, pular, porque a salvação do nosso Deus chega a toda a humanidade e se torna vida na acolhida fraterna entre irmãos e irmãs.
Ir. Marlene Bertoldi

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Dinâmica de Natal.

Objetivo: Proporcionar condições para reflexão e mudanças de comportamento, buscando a transformação para um mundo mais justo, mais responsável e mais humanizado e humanizante.

Material: Cada participante deverá trazer algo que utiliza em seu cotidiano, para simbolicamente oferecer. Caso não seja possível trazer o original, poderá ser usado um desenho ou mesmo a palavra escrita representando o objeto. Serão necessários alguns metros de barbante para se fazer um círculo no chão, tomando a maior parte da sala.
Também será necessário um presépio ou uma imagem do menino Jesus na manjedoura.

Solicitação: Todos os participantes devem sentar em círculo. O animador pedirá para que todos pensem no que cada um pode oferecer individualmente e com o seu grupo ao Menino-Deus. Em seguida, deverá colocar o barbante no chão, formando um círculo, pedindo para que cada participante coloque dentro deste círculo o que irá ofertar. O animador perguntará o porquê desta oferta. Depois que todos responderem, cada um recolhe sua oferta e volta para o círculo inicial. Todos aplaudem.

Fechamento: O animador deve sugerir que seja discutido como todos podem introduzir tais idéias de transformação, oferecendo ao Menino-Deus este grupo renovado, como presente de Natal. Todos de mãos dadas em torno do presépio farão uma oração de entrega, poderão ler Lucas 2, 6-14 e cantarão uma música natalina, Noite Feliz, por exemplo.

Autora da dinâmica: Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Piracicaba SP 

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Dinâmica: Fazendo Compras

Fazendo Compras

Um círculo com uma pessoa no centro. O participante que vai fazer compras dará voltas ao redor do círculo e deter-se-á em frente de um dos participantes e dirá, por exemplo: “Vou ao México, que posso comprar?” Imediatamente, contará até dez e antes que termine, o concorrente a quem está falando terá que mencionar três coisas que comecem com M (como manteiga, medicamentos, meias). Se não conseguir fazer isto, então ele tomará o lugar do que vai fazer compras. Poderá mencionar qualquer lugar e as coisas compradas terão que começar com a inicial do nome do lugar.

Dinâmica: Ovelha Perdida

Uma criança é escolhida e seus olhos vendados. Uma vara é colocada em sua mão, enquanto os outros formam um círculo ao seu redor. O cego vai apontando com a sua vara e pergunta: “Você é a Minha Ovelha Perdida?” A pessoa apontada deve pegar a vara e levá-la perto da sua boca e emitir um balido, disfarçando a voz, mas se for reconhecida deverá tomar o lugar do cego. Cada vez que isto acontece, os jogadores mudam de lugar para não ser reconhecida a sua posição.

Dinâmica: MARCHA DOS CHAPÉUS

MARCHA DOS CHAPÉUS


Os participantes formam um círculo e marcham ao compasso da música, um atrás do outro como os chapéus postos, menos um. Os chapéus devem ser passados ao companheiro que marcha na frente. Quando a música cessa repentinamente, um ficará sem chapéu e este deve sair do círculo, levando um chapéu. O último que consiga manter seu chapéu será o vencedor. Pode-se fazer a brincadeira com um só chapéu no círculo. O participante que ficar com o chapéu na cabeça ao cessar a música, sairá do círculo.


Participem da pesquisa do Blog Jonathan Cruz. 

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Importância de Dinâmicas

O QUE É UMA DINÂMICA?A dinâmica de grupo é utilizada como auxílio para a avaliação de características de comportamento como liderança, paciência, tolerância, agressividade, entre outras, através da simulação de uma situação real, que pode estar ligada ou não a atividade que as pessoas estão desenvolvendo. Como o nome diz, é um trabalho feito com a participação de diversos candidatos, tem uma característica lúdica e envolve diversas técnicas para a sua aplicação, variando em tempo de duração e características. A escolha vai depender dos objetivos a alcançar, mas de um modo geral, as mais comuns são para:

Debater temas polêmicos - Um pequeno grupo de participantes se reúne para o debate. Na ocasião, são analisados os diferentes papéis dos participantes frente a situações polêmicas e tensas. Este tipo de dinâmica tem, em média, meia hora de duração.
Montar projetos - Candidatos e funcionários da empresa (não identificados) reúnem-se para montar um projeto com tema ligado a atividade profissional. Tempo de duração: longo.
Resolver um problema - Os participantes devem resolver uma situação ou problema aparentemente sem ligação com a atividade profissional. Tempo de duração: longo.

A IMPORTÂNCIA E A POSTURA -  As dinâmicas servem para avaliar as características das pessoas, e conseqüentemente descobrir se alguma delas poderá vir a ser um líder, se sabe trabalhar em equipe, se sabe delegar funções e principalmente se está pronto e capacitado para resolver problemas. A melhor forma de se portar numa dinâmica é ser natural, uma vez que por mais experiência que você tenha, não dá para saber que tipo de atividade será exigida em uma dinâmica. Elas são constituídas por situações delicadas, nas quais cada um deverá participar desempenhando um papel, cumprindo uma tarefa, se relacionando com pessoas, expondo seus pontos de vista, ouvindo os demais e discutindo e debatendo as questões apresentadas.




Participem da pesquisa aqui do Blog Jonathan Cruz.
Convido a todos com grande alegria.
Participem!!!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Comece o dia doce

Mensagem Deus é o açúcar. 













Vocês podem perceber que com esta mensagem dar para criar uma ótima dinâmica, concordam? Reflitam bem como pode ser esta dinâmica, eu já criei uma depois repasso, agora crie a sua e compartilhe.

domingo, 26 de junho de 2011

Oia as brincadeiras ai pessoar...


BRINCADEIRAS JUNINAS: 

DANÇA DAS CADEIRAS: Forma-se um círculo com tantas cadeiras quantos forem os participantes menos uma. Os assentos ficam voltados para fora. Coloca-se música e todos dançam em volta das cadeiras. Quando a música parar, cada um deve sentar numa cadeira. Um participante vai sobrar e sair da brincadeira. Tira-se uma cadeira e a dança recomeça. Vence quem conseguir sentar-se na última cadeira.
DERRUBA LATAS: Sobre uma mesa, coloca-se latas vazias de refrigerante. Faz-se uma linha de arremesso a cerca de 1,5 metros de distância. Cada participante recebe três bolinhas, para fazer três tentativas. O coordenador anota o número de latas derrubadas em cada tentativa. Vence quem derrubar mais latas.PESCARIA: Recorte muitos peixes em cartolina colorida. Faça um corte no lugar da boca do peixe e prenda um clipe ali (parecerá uma argola). Faça varas de pescar amarrando um barbante em cada vareta. Depois, na outra ponta do barbante amarre um outro clipe aberto na lateral. O clipe quando aberto tem o formato de gancho, como um anzol. Espete os peixes numa grande bacia com areia. Vence quem pescar mais peixes.CORREIO ELEGANTE: É o serviço de entrega de bilhetes durante a festa. Quando não estiver entregando bilhetes, o entregador passeia pela festa, oferecendo o serviço de correio. A mensagem é escrita num cartão ou papel colorido. Se a festa for grande, o correio pode ficar numa mesa, onde os cartões são escritos por uma pessoa e entregues por outra. Para facilitar, pode-se levar alguns cartões prontos, com quadrinhas amorosas ou engraçadas.